Unidades de saúde do Estado recebem 117 beneficiários do Projeto Primeiro Emprego

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram

Ascom/Saeb

Foto: Divulgação/Saeb

Cento e dezessete beneficiários do Projeto Primeiro Emprego (PPE) desembarcaram nesta quinta (30/11) em 38 unidades da rede própria de saúde do Estado distribuídas em 17 municípios baianos, para dar início à sua primeira jornada de atuação profissional na área de formação técnica, com carteira assinada. O grupo faz parte da primeira leva de contratados deste ano de uma das principais vertentes do projeto de inclusão no mundo do trabalho do Governo do Estado, voltada para a oferta de emprego formal no espaço público.

Até fevereiro de 2024, a previsão é de que 500 egressos dos cursos técnicos de nível médio da Rede Estadual de Educação Profissional comecem a trabalhar em unidades vinculadas à Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Com formação em áreas tão diferentes quanto administração, logística, enfermagem e análises clínicas, os técnicos devem ser incorporados a centros de referência, núcleos de vigilância epidemiológica, maternidades e hospitais de média e alta complexidade da capital e interior do Estado, entre outros espaços.

Um levantamento realizado em 2021 apontou que mais de 15% dos beneficiários que concluíram a passagem pelo PPE na Sesab naquele ano conseguiram ser incorporados ao Estado, como terceirizados ou por meio de contratação via Regime Especial de Direito Administrativo (REDA). No caso da Sesab – em função da oferta de vagas em ocupações onde a presença feminina é maior -, chama atenção o grande número de mulheres pretas da periferia, de diversas faixas etárias, que vêm no PPE uma chance de galgar espaço de trabalho no serviço público.

Na quarta-feira (29), véspera do primeiro dia de trabalho da nova leva de contratados, a Fundação Estatal de Saúde da Família (FESFSUS)- responsável pela execução do PPE na Sesab, via contrato de gestão com a Secretaria de Administração (Saeb) – realizou um evento de acolhimento na Escola de Saúde Pública da Bahia (ESPBA) onde os beneficiários assinaram seus contratos, receberam orientação, crachás e camiseta.

Veja também