IF Sertão-PE, Campus Petrolina, abre vagas em cursos gratuitos

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram

Por Catraca Livre

Foto: Nguyen Dang Hoang Nhu/Unsplash

O Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IFSertãoPE) abriu 195 vagas em cursos gratuitos de qualificação, de formação e aperfeiçoamento profissional de curta duração.

São ofertados cursos gratuitos de programação em games, robótica e criatividade. Todos voltados para crianças e adolescentes com idade entre 6 e 17 anos.

As inscrições seguem abertas até o dia 16 de julho (acesse aqui e faça a sua).

O processo seletivo será realizado em duas etapas: a primeira através do link do projeto e a segunda mediante entrega da documentação na recepção do campus Petrolina (rua Maria Luzia de Araújo Gomes Cabral, 791, João de Deus).

Os cursos objetivam estimular a imaginação, criatividade, a curiosidade, a resolução de problemas e a alfabetização científica de crianças e jovens a partir do uso da abordagem STEAM – que prevê um ensino ativo e interdisciplinar integrando as disciplinas de Ciências, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática – e da contextualização com o semiárido.

Ao longo dos cursos os alunos resolverão questões problemas e serão estimulados a buscarem soluções envolvendo conhecimentos interdisciplinares.

O resultado do processo seletivo será divulgado no dia 23 de julho, e o início das aulas está previsto para o dia 30 deste mês.

  • Cópia do comprovante de inscrição;
  • Comprovante de escolaridade (boletim escolar; contrato; declaração de matrícula (documentos com carimbo da escola);
  • Cópia do RG ou certidão de nascimento (frente e verso). Além de cópia do CPF (frente e verso);
  • Cópia do comprovante de residência;
  • 01 foto 3×4 recente;
  • Declaração com notas de português e matemática e caso seja ex-aluno da Academia HackTown o certificado de conclusão do curso do ano de 2024.

Veja também

Ouvir é mais importante do que falar

Blog do Eloilton Cajuhy No vasto campo da comunicação humana, onde palavras são nossas ferramentas e pontes, existe um ditado popular que