Martinho da Vila entra na Justiça contra o INSS após ter sua aposentadoria suspensa

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram

Ausência da prova de vida do cantor teria sido a motivo de suspensão.

Por g1 Rio

Martinho da Vila — Foto: Reprodução/Instagram

O sambista Martinho da Vila entrou com um processo contra o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) por ter sua aposentadoria suspensa após ausência de prova de vida. O processo pede a devolução de cerca de R$80 mil.

O caso foi noticiado pela coluna de Ancelmo Gois no jornal O Globo. A interrupção dos pagamentos foi confirmada ao g1 pelo próprio órgão, que disse que já reativou o benefício.

O cantor entrou com o processo na Justiça Federal em setembro de 2023 para reaver sua pensão, que havia deixado de ser paga desde 2021, segundo o colunista.

Em nota, o INSS informa que o benefício do artista foi reativado e o pagamento de dezembro de 2023 e janeiro deste ano foram pagos, com previsão do pagamento do mês de fevereiro para março. Os demais períodos serão disponibilizados em até 15 dias na instituição bancária.

Sobre os demais períodos, o INSS afirma está calculando os valores para o pagamento dos atrasados, que serão disponibilizados em até 15 dias na instituição bancária.

O INSS disse ainda que “é importante que o senhor Martinho logo saque com urgência as parcelas já disponíveis para que o sistema não suspenda o pagamento por não recebimento por parte do segurado”.

“O senhor Martinho pode acompanhar a situação do crédito em “Extrato de Pagamento” pelo Meu INSS ou ligar para a Central Telefônica 135, que funciona de segunda a sábado, das 7h às 22h. O INSS lamenta o ocorrido e reitera que trabalha constantemente para melhorar a prestação de serviço à população brasileira”, acrescentou o instituto.

Procurado pelo g1, a assessoria do artista informou que Martinho já tem advogados resolvendo o caso e que não vai falar sobre esse assunto.

Veja também

Invejar é fácil!

Blog do Eloilton Cajuhy Qualquer um pode jogar as próprias frustrações sobre uma pessoa que aparenta ter a vida ideal. É muito