Homem acusado de homicídio em Bonfim é preso em Recife suspeito de invadir casa e matar uma criança e deixar duas feridas

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram

Suspeito deu nome errado e ainda foi preso com uma arma de fabricação israelense.

Blog do Eloilton Cajuhy

Está preso numa delegacia de Recife-PE, um homem identificado como Adão Júnior, acusado de invadir uma casa na noite de quinta-feira (22), em Itamaracá, no Grande Recife. Ao lado de Alexsandro Nascimento Freitas, de 20 anos, conhecido como “Zarolho”, Adão teria disparado vários tiros no interior da residência, atingindo três crianças, que dormiam na hora da invasão.

De acordo com o g1 PE, Jackson Dantas Silva, de 10 anos, morreu e as outras duas, de 7 e 12 anos, foram levadas para o Hospital da Restauração (HR), no Derby, na área central do Recife, pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

O caso é investigado pela Polícia Civil como homicídio e dupla tentativa de homicídio. Os crimes aconteceram na comunidade Biquinha, que fica no bairro do Pilar, onde um bebê de 9 meses foi morto dentro de casa por criminosos seis dias antes.

Um vídeo gravado pela própria mãe das crianças e enviado para o WhatsApp da TV Globo mostra as vítimas ensanguentadas e desacordadas, uma na rede e outra no chão. Outra criança também é vista na cama, chorando e chamando pela mãe.

“Invadiram minha casa, atiraram nos meus filhos pequenos. […] Meu Deus do céu, ele foi baleado”, disse a mãe das crianças baleadas, no vídeo.

À polícia, a mulher disse que ela e os quatro filhos estavam dormindo quando homens desconhecidos arrombaram a porta e atiraram, da calçada, contra a família, que é de João Pessoa e mora em Itamaracá há três anos e, na comunidade da Biquinha, há três meses. A filha de 4 anos e a mãe não se feriram com os tiros.

Segundo informações da Polícia Civil de Pernambuco, Adão e Alex erraram o endereço. O ataque seria na casa vizinha onde as crianças foram atingidas.

Os dois suspeitos foram presos neste sábado (24). Na delegacia, Adão disse se chamar Gustavo de Santana Lima, conhecido por “Baiano”, no entanto, ao verificar a documentação dele, descobriu-se que na verdade ele é Adão Júnior, 27 anos, mais conhecido como Juninho, e, contra ele, havia um mandado de prisão preventiva.

Ele é acusado do assassinato de Jeferson Hermógenes Pinheiro, fato ocorrido em 23 de junho de 2022, na Praça da Lagoa, aqui em Senhor do Bonfim.

Com Juninho, a polícia apreendeu uma pistola 9mm, exclusiva do Exército de Israel, com munições, e material para embalar drogas.

Veja também

Agradeça

Blog do Eloilton Cajuhy A vida, sua família, momentos do seu cotidiano. Seja grato aos aprendizados, por suas conquistas e tudo aquilo