Enem: três temas da atualidade que podem ser cobrados na prova de Ciências Humanas

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram

Central Press

Foto: Erico Andrade

Nos últimos anos, uma das principais particularidades das questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é fazer com que os estudantes lidem com questões interdisciplinares, principalmente sobre assuntos da atualidade que permeiam questões de caráter social. A análise de questões relacionadas a essas áreas podem ser fomentadas puramente por manter-se informado acerca dos debates sobre assuntos importantes que estão em alta na atualidade. Por isso, independentemente da matéria, a preparação para o Enem não deve ser limitada aos conteúdos disciplinares.

A prova de Ciências Humanas é composta por quatro disciplinas: História, Geografia, Sociologia e Filosofia. Segundo o editor de Ciências Humanas da Conquista Solução Educacional, Carlos Eduardo Zlatic, o conhecimento disciplinar sobre esses temas não é o suficiente, uma vez que o Enem, historicamente, cobra questões interdisciplinares relacionadas principalmente a assuntos que estão presentes nos debates atuais da sociedade. Pensando nisso, o especialista levantou algumas questões da atualidade que podem ser abordadas no exame.

Exclusão social e meio ambiente

As ameaças aos biomas brasileiros, principalmente a Amazônia, são uma preocupação global nas últimas décadas. Queimadas e desmatamentos têm efeitos imediatos como a crise hídrica, que gera racionamento do abastecimento de água, e as calamidades causadas pelo excesso de chuvas, ainda mais graves quando atingem os centros urbanos. “A Geografia merece destaque ao trabalhar com o conceito de antropoceno, uma nova era geológica caracterizada pelos impactos da ação humana na natureza e os efeitos nocivos para todo o planeta, como a poluição por plástico, o aquecimento global, as catástrofes naturais, entre outros”, aponta Zlatic, que indica, além dos geógrafos, estudar filósofos como Hans Jonas e Ailton Krenak, que abordam questões ambientais nas teorias.

Democracia, cidadania e representatividade

O especialista ressalta que, nos últimos anos, muito tem sido questionado a respeito do funcionamento da democracia no Brasil, o que perpassa a representatividade de grupos minoritários, mas também o consenso para o funcionamento democrático. “O tema da democracia é alvo de constante atenção. Seria impossível compreender esse tema sem a História e a Filosofia”, salienta. Zlatic recomenda Maquiavel e Hannah Arendt como nomes fundamentais para ajudar a entender melhor os regimes políticos.

Violência no Brasil

Segundo o Atlas da Violência de 2023, o Brasil é um dos países mais violentos do mundo. “Esse levantamento traz ainda um dado que requer atenção: o aumento da violência contra a população idosa no Brasil, na ordem de 38%”, revela Carlos, ressaltando que bons conhecimentos de Geografia e de Sociologia podem auxiliar na compreensão desse tema.

Veja também

Agradeça

Blog do Eloilton Cajuhy A vida, sua família, momentos do seu cotidiano. Seja grato aos aprendizados, por suas conquistas e tudo aquilo