Decida amar, decida obedecer a Deus

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram

Devocional Helio e Deise Peixoto

Imagem: Pexels/Ellie Burgin

Quando conhecemos o nosso Deus, conhecemos também o Seu amor, afinal, Deus e amor são sinônimos. Mas seria muito contraditório se Deus, sendo amor, concordasse com um filho Seu odiando uma outra pessoa, não seria? A Bíblia diz que mentimos se dissermos que amamos a Deus, mas odiamos o nosso irmão.

Temos que, constantemente, vigiar aquilo que alimenta o nosso interior. Podemos começar uma jornada muito bem com Deus e, no meio do caminho, uma decepção com alguém despertar pensamentos contrários àquilo que Deus nos ensina e cairmos na armadilha de sermos dominados pela amargura, pelo rancor e ódio.

Como controlar, então, estes sentimentos naturais decorrentes de quem foi traído, injustiçado, enganado ou humilhado, por exemplo? A resposta é simples: decidindo pelo amor. Decidindo obedecer a Deus, praticar o que Ele nos ensina e resistir ao que a carne nos empurra a sentir e fazer.

Ao tomar a decisão de agradar a Deus, não importa o tamanho da injustiça que fizeram com você, alimente pensamentos pacíficos sobre a pessoa em questão, entregue para Deus a situação, peça que Ele o cure internamente, confesse que você libera o perdão e abençoe quem te causou algum mal.

Estas são atitudes do homem espiritual nascido de novo, e você tem condições de agir assim! Este é o preço e o privilégio de quem quer viver em obediência a Deus.

Decidindo seguir os princípios de Deus, o primeiro a ser abençoado será você mesmo! Você verá como seu coração ficará em paz quando tomar a decisão certa de amar e perdoar sempre!

Veja também

Copa Ciganão volta em alto estilo

Três jogos fizeram a alegria do torcedor neste domingo (25) no Alto do Cigano. Blog do Eloilton Cajuhy Após o recesso do