Carlos Lyra, cantor e compositor da bossa nova, morre aos 90 anos

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram

Melodista foi internado na quinta-feira (14) com um quadro de febre, no Rio. Lyra foi parceiro de Vinicius de Moraes, Ronaldo Bôscoli e outros artistas. Produziu grandes sucessos, como ‘Coisa mais linda’, ‘Minha namorada’, ‘Primavera’, ‘Sabe você’ e ‘Você e eu’. Causa da morte não foi informada.

Por g1 Rio

Carlos Lyra — Foto: Divulgação

O cantor e compositor Carlos Lyra, parceiro de Vinicius de Moraes, Ronaldo Bôscoli e outros artistas, morreu na madrugada deste sábado (16), no Rio. A informação foi confirmada pela família.

Autor de sucessos como ‘Coisa mais linda’, ‘Minha namorada’, ‘Primavera’, ‘Sabe você’ e ‘Você e eu’, Lyra era um dos melodistas mais inspirados da música brasileira em todos os tempos.

Segundo a mulher dele, Magda Pereira Botafogo, o compositor de 90 anos foi internado com um quadro de febre na quinta-feira (14) no Hospital da Unimed, na Barra da Tijuca. Após alguns exames, foi detectada uma bactéria. A causa da morte não foi confirmada.

Carlos Lyra (com violão) com Vinícius de Morais, o tenor Diogo Pacheco, o ator Paulo Autran e o cantor Cyro Monteiro durante ensaio para o espetáculo “Vinicius Poesia e Canção”, em 1965 — Foto: Estadão Conteúdo/Arquivo

Revelado em disco na voz de Sylvia Telles (1935 – 1966), cantora que gravou Menino em 1956, Lyra foi um dos compositores do movimento rotulado como bossa nova.

Além de músico consagrado, o melodista carioca também desempenhou um papel fundamental na difusão da cultura brasileira. Lyra foi um dos responsáveis por fundar o Centro Popular de Cultura, o CPC, da União Nacional dos Estudantes, em 1961.

Carlos Lyra — Foto: Reprodução / Facebook Carlos Lyra

Veja também