Cantor Diógenes Seresteiro morre aos 74 anos, em Aracaju

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram

Diógenes Seresteiro ficou imortalizado no cenário musical através de suas canções populares.

Foto: Divulgação

Morreu na sexta-feira (22), aos 74 anos, o cantor José Diógenes Simões de Jesus, mais conhecido como Diógenes Seresteiro, considerado o precursor do arrocha. Ele estava internado em um hospital particular em Aracaju, no estado de Sergipe, recebendo tratamento para a diabetes, porém, não conseguiu superar as complicações da doença.

Esteve internado pelos últimos 35 dias e teve uma das pernas amputada em consequência da doença.

O velório teve início durante a noite, e a cerimônia de sepultamento ocorreu na manhã de sábado (23), na cidade natal do cantor, Boquim. Diógenes Seresteiro deixa sete filhos, além de netos e bisnetos.

Diógenes Seresteiro ficou imortalizado no cenário musical através de suas canções populares. Sua morte foi profundamente lamentada pelas prefeituras tanto de sua cidade natal, Aracaju, quanto de Estância (SE), onde residia atualmente.

Por meio da seresta ele é considerado o precursor do ritmo do “arrocha” que deu para o Brasil nomes como Silvano Salles, Pablo, Nara Costa, Tayrone, Grupo Asas Livres, entre outros.

*Com informações do g1

Veja também