Campanha “Abril Verde” celebra 10 anos em prol da segurança no ambiente de trabalho

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram

Clas Comunicação e Marketing

Reprodução

Promover a segurança e a saúde no ambiente de trabalho. Esse é o objetivo principal da campanha de conscientização Abril Verde, que, este ano, comemora 10 anos desde a sua criação. Os últimos números do Observatório de Segurança e Saúde do Trabalho – mantido pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em parceria com a Organização Internacional do Trabalho (OIT) – mostram que, em 2022, foram notificados mais de 13 mil acidentes de trabalho. Esses dados reforçam a importância da campanha como um processo de sensibilização que deve acontecer todos os dias, e não apenas no mês de abril, por meio de uma ação conjunta entre empregadores, trabalhadores e sociedade.

“Ao longo desses 10 anos, nos dedicamos a cuidar de vidas. Buscamos promover a segurança e a saúde no ambiente laboral, incentivando não somente as empresas, mas a sociedade, para que adotem medidas de prevenção para reduzir os índices de doenças no ambiente ocupacional”, afirma o Técnico de Segurança do Trabalho do SESI-PE, Iran Góes. Ele explica que acidente de trabalho é qualquer tipo de lesão causada ao trabalhador durante o exercício das suas atividades profissionais, podendo resultar em incapacidade permanente ou temporária para o exercício das suas atividades laborais.

Ele pontua que a segurança do trabalho precisa ser inserida durante toda a jornada de trabalho, pois, dessa forma, o empregado, consciente de que está seguro nas suas atividades, terá uma maior produtividade, a empresa diminui o absenteísmo e a quantidade de acidentes de trabalho. “Assim, a empresa demonstra um maior compromisso social, ganha maior credibilidade com seus clientes e empregados e, consequentemente, diminui as multas aplicadas pelos órgãos oficiais”.

Nesse sentido, Iran explica que o papel da empresa é de proteger o trabalhador para que acidentes não aconteçam, e que é preciso, primeiramente, trabalhar questões internas, como identificar todos os riscos dentro da empresa, verificar periodicamente o ambiente de trabalho e sinalizar todas as áreas que possam trazer risco. “Além disso, é fundamental ter equipamentos adequados de proteção coletiva e, quando não há essa possibilidade, fornecer o Equipamento de Proteção Individual (EPI) ao trabalhador, realizar capacitações e treinamentos e fiscalizar o uso por parte dos colaboradores”.

Caso algum acidente venha a acontecer, o técnico de segurança do SESI-PE pontua que a obrigação da empresa é analisar o acidente, não para buscar um culpado, mas, sim, as causas que levaram o trabalhador a sofrer aquele determinado acidente, e tratar essas causas. Além disso, é preciso registrar o acidente junto ao INSS e dar toda assistência ao acidentado e seus familiares.

Veja também

Agradeça

Blog do Eloilton Cajuhy A vida, sua família, momentos do seu cotidiano. Seja grato aos aprendizados, por suas conquistas e tudo aquilo