Câmara Municipal aprova projeto que torna Bloco da Saudade patrimônio imaterial de Senhor do Bonfim

ASCOM – Cleiton Vieira

A Câmara Municipal aprovou, por unanimidade, na noite da última quinta-feira (9), o projeto de lei que torna o Bloco da Saudade patrimônio imaterial cultural de Senhor do Bonfim. A matéria foi de autoria do Presidente da Casa, vereador Cleiton Vieira. O projeto segue para sanção pelo prefeito, Carlos Brasileiro.

Criado no ano de 1972, em Senhor do Bonfim, o Bloco da Saudade foi formado por um grupo de amigos que tinham o intuito de se divertirem no carnaval bonfinense, tendo suas primeiras reuniões na Praça Simões Filho, conhecida por Rua da Lagoa, onde se encontra a atual sede do bloco. Mais tarde o bloco começou a se apresentar no São João de Senhor do Bonfim e hoje é uma tradição no nos festejos juninos, onde no dia 24 de junho o sai pelas principais ruas da cidade com a Bandinha e CIA.

“A história de Senhor do Bonfim se confunde com a das várias manifestações culturais que aqui nasceram e nos representam”, destacou o autor do projeto vereador Cleiton Vieira. Ele comentou que esses grupos são de notória importância para a cultura bonfinense, por isso, devem ser declarados patrimônio cultural imaterial do município, já que arte é um direito fundamental e constitucional ao desenvolvimento e lazer de todos cidadãos.

O chefe do Legislativo também enalteceu o trabalho realizado pelo segmento cultural de Senhor do Bonfim, que apesar das dificuldades, se mantem para a alegria da população.