Sociedade Brasileira de Neurocirurgia faz alerta sobre a brincadeira do “quebra-crânio”