Seminário e lançamento do Dicionário Crítico da Mineração acontecem nesta quarta-feira (5) na Univasf, em Senhor do Bonfim

A Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) promoverá, nesta quarta-feira (5), o I Seminário Reflexões Socioambientais das Atividades Mineradoras da Bacia do Itapicuru e Brasil: Desafios e Perspectivas. O evento terá como tema: “Construir a soberania popular na mineração: um debate urgente” e terá, em sua programação, o lançamento do Dicionário Crítico da Mineração. O evento acontecerá das 18h às 22h, no auditório do Campus Senhor do Bonfim.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do site. Na programação, será realizada uma mesa redonda para discutir a temática central, que será composta por Gustavo Negreiros, professor do Colegiado de Geografia da Univasf; Maria Aparecida de Jesus Silva, da Comissão Pastoral da Terra (CPT), e Pablo Henrique da Silva Montalvão, representante do Movimento pela Soberania Popular na Mineração (MAM). Haverá também o lançamento do Dicionário, que foi escrito pelo grupo nacional de professores do MAM e que traz conceitos críticos com os principais significados e conceitos da mineração e a discussão sobre o tema.

De acordo com o professor do Colegiado de Geografia da Univasf Átila de Menezes, que coordena o evento, o seminário foi pensado porque a região de Senhor do Bonfim possui muitas atividades mineradoras, que estão diretamente relacionadas a conflitos. Assim, o seminário e o lançamento do dicionário têm, como objetivo, debater as problemáticas socioambientais causadas pela atividade mineradora no Brasil e na Bacia do rio Itapicuru, que fica localizada no Nordeste da Bahia.

“Consideramos importante debater as questões socioambientais na região e no Brasil no que se refere à atividade mineradora, assim como evidenciar a necessidade de redistribuição das riquezas dessas atividades e buscar uma soberania popular na Mineração”, afirma o professor.

O seminário é uma iniciativa do Grupo de Estudos e Pesquisas Geografia, Trabalho e Ontologia do Ser Social (GTOSS) junto com o MAM, com apoio do Colegiado de Geografia da Univasf e da CPT. Haverá emissão de certificado aos participantes.

UNIVASF