Seis suspeitos de integrar facção criminosa são mortos e policial é baleado em ação no bairro de Águas Claras, em Salvador

FONTE: Por TV Bahia e G1 BA

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
Disputa pelo tráfico de drogas no bairro motivou operação policial. Parte do comércio na região fechou as portas e ônibus pararam de circular pelo bairro
Ação com suspeitos de integrar facção mortos e um policial baleado aconteceu em Águas Claras — Foto: Reprodução/TV Bahia

Seis suspeitos de integrar um grupo criminoso foram mortos e um policial militar foi baleado no rosto, durante ação realizada nesta quarta-feira (18), no bairro de Águas Claras em Salvador. A informação foi divulgada pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia ( SSP-BA).

Segundo a PM, a ação policial ocorreu por causa de uma disputa entre facções que brigam pelo controle do tráfico de drogas na região. A Polícia Militar interveio e os suspeitos resistiram à prisão.

Conforme relatos de moradores, durante a madrugada foi possível ouvir uma troca de tiros. Mas por volta das 11h desta quarta os disparos se intensificaram.

De acordo com o Comandante de Policiamento da Região Central (CPRC), coronel Paulo Coutinho, os suspeitos fora mortos em troca de tiros com policiais. Ele disse ainda que a PM continua em busca de outros suspeitos.

“Essa operação foi montada para fazer frente à ação dos marginais. Vamos nos manter por tempo indeterminado no local. Temos notícias que outros estão homiziados no matagal e a ação está em desdobramento”, declarou.

Por causa da ação, alguns donos de loja fecharam os estabelecimentos. Os ônibus também pararam de circular até o final de linha, e só estão indo até a região da Estrada do Matadouro. Equipes das polícias Civil e Militar continuam na localidade. Um helicóptero do grupamento aéreo da PM também foi usado no local. Apesar da situação, o coronel afirmou que as pessoas podem ficar tranquilas.

“As pessoas devem ficar tranquilas. A Polícia Militar está na região, mantendo, justamente, a tranquilidade após a operação. Essa operação foi desencadeada, justamente, para fazer frente à ação dos marginais. Vamos nos manter por tempo indeterminado no local”, contou o coronel Paulo Coutinho.

Em nota, a SSP informou que foram aprendidos um fuzil M4 calibre 5,56 e dois carregadores, uma pistola Bessa calibre 9 mm, mais de 100 munições de diversos calibres, rádio comunicador, entre outros materiais.

Veja também