Reflexão: Pronto para perdoar?

“Então Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: “Senhor, quantas vezes deverei perdoar a meu irmão quando ele pecar contra mim? Até sete vezes?” Jesus respondeu: “Eu digo a você: Não até sete, mas até setenta vezes sete”. MATEUS 18:20-21

Devocional Helio e Deise Peixoto

Você acha que está pronto para perdoar? Ninguém está, mas o perdão é uma decisão necessária; é uma questão de vida.

Pense no exemplo José do Egito. Enganado e traído pelos irmãos, vendido como escravo, preso por anos injustamente e, ainda assim, fiel a Deus… Ele tinha tudo para se revoltar e sentir pena de si mesmo…

Com certeza, o que ele viveu o machucou demais, o decepcionou num nível inimaginável. As pessoas que foram más com ele eram do seu próprio sangue, o que piora bastante as coisas.

Podemos dar muitas desculpas para manter em nosso coração o ressentimento por termos sido tão machucados, mas Deus não abre precedentes. Ele nos manda perdoar quantas vezes forem necessárias, inclusive, a mesma pessoa.

José, apesar de tudo, se manteve firme no que acreditava e não se tornou uma pessoa amarga. Isso não quer dizer que ele não sofreu. É óbvio que sim!

Quando foi liberto, ganhou poder como governador do Egito e reencontrou a sua família, precisou decidir que atitude tomar. Sua posição o permitia fazer o que quisesse com seus irmãos, mas ele escolheu perdoar e continuar o propósito para o qual Deus o tinha preparado.

Ao decidir perdoar, você interrompe a morte dentro de você e dá oportunidade às pessoas de conhecerem o verdadeiro amor. José salvou a sua família, todo o Egito e a região à sua volta.

Nossa decisão em obedecer a Deus vai muito além de um momento de reconciliação. Ela traz bênção para nossa própria vida e para muitos à nossa volta, até para as gerações futuras.

E quanto às feridas causadas? Acredite: com o tempo, o Espírito Santo as sara. Obedeça ao que Deus pede mesmo que esteja doendo, e Deus te honrará.