Psicólogos da Secretaria da Educação orientam professores e estudantes de Senhor do Bonfim a lidar melhor com o isolamento social

FONTE: Ascom/Secretaria da Educação

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
Foto: Divulgação

A equipe de psicólogos da Secretaria da Educação do Estado, por meio do Programa de Atenção à Saúde e Valorização do Professor, vem, ao longo do ano, realizando uma série de oficinas on-line sobre diversos temas voltados para a saúde mental dos professores, estudantes e funcionários das escolas e dos Núcleos Territoriais de Educação (NTEs), em todo o estado. As atividades são realizadas a partir de plataformas como a Google Meet, nas quais os profissionais orientam, debatem, tiram dúvidas dos participantes e indicam terapias voltadas para o bem-estar neste período de isolamento social, devido à pandemia do novo coronavírus.

As oficinas são articuladas e agendadas pela coordenação do programa, juntamente com os NTES, de acordo com a demanda. As escolas que têm interesse em agendar oficinas também podem solicitar por e-mail (saudedoprofessor@enova.educacao.ba.gov.br) ou diretamente com o Núcleo.

A superintendente de Recursos Humanos da Educação, Maria do Rosário Muricy, ressalta a importância da iniciativa. “Mesmo neste período de férias do magistério, o programa continua realizando as oficinas, assim como os atendimentos individualizados, com uma perspectiva educativa direcionada à prevenção e promoção à saúde. Destacamos os cuidados que o Estado tem através da superintendência de Recursos Humanos da SEC, tendo este olhar e cuidado de acolhimento e orientações”, afirma.

A psicóloga Jaqueline Noronha, que atende as escolas de Salvador, explica sobre as orientações que são passadas nas oficinas. “Nossa intervenção está sendo sempre nas estratégias de prevenção ao adoecimento psicológico, dando instrumentos de como as pessoas devem se posicionar com relação às inquietações, aos medos e às angústias que têm aparecido em decorrência do coronavírus. Para as pessoas que moram sozinhas, o ideal é usar as redes sociais para tentar se fazer presente e, à medida que for possível, marcar encontro com um amigo, utilizando os devidos equipamentos de proteção, como forma de redução de danos do campo emocional. Já quem mora com um número maior de pessoas, o ideal é lembrar que cada ser humano é dono de uma subjetividade e tentar respeitar esse espaço interno”.

Já o psicólogo Leonam Castro destaca algumas terapias indicadas para que as pessoas passem pelo período de isolamento de forma mais leve. “Sugiro que as pessoas possam se cuidar, deixar espaço para um novo planejamento de vida e fazer com que os fatores estressantes possam ser minimizados, por meio de estratégias terapêuticas ofertadas a partir dos atendimentos psicológicos individuais ou em grupo. Quanto às terapias de intervenção para minimizar o estresse desse período, sugiro modalidades que possam integrar o corpo e a mente, trabalhando com técnicas de respiração e consciência do corpo”.

Programação

Nesta segunda-feira (16), as oficinas contemplarão estudantes e professores das escolas localizadas em Juazeiro, Macaúbas e Ibipitanga. Na terça-feira (17), a atividade continua com outras unidades escolares de Macaúbas. Já na quarta (18), será a vez das escolas de Senhor do Bonfim, Salvador e Região Metropolitana, Rio do Pires e, também, Macaúbas. Dentre os temas abordados, destacam-se: ‘Trabalhando as emoções’, ‘Inteligência emocional’ e ‘Autocuidado e acolhimento emocional’.

Atendimento psicológico

Além das oficinas, os professores e servidores da rede estadual de ensino podem solicitar atendimento psicológico on-line individualizado, através do e-mail saudedoprofessor@enova.educacao.ba.gov.br. Para isso, é necessário informar a matrícula, o nome, o telefone e a escola em que o interessado está lotado.

Veja também