Mirielle Cajuhy aborda desilusão amorosa em seu novo clipe “Cavalo de Tróia”

FONTE: Cajuh Produções

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
A cantora e compositora fala de amor e revela o axé do interior da Bahia
Foto: James Jonathan / Design gráfico: Romenig Souza

“Quando a gente precisa ficar repetindo algo para alguém, talvez, nossa verdade não esteja sendo levada a sério”. É assim que Mirielle Cajuhy explica a essência da sua nova música, “Cavalo de Tróia”. A canção já está disponível em todos os streamings musicais e tem clipe no canal do YouTube da cantora.

De acordo com Mirielle, a música é um “samba reggae misturado com afoxé” e foi produzido para agregar ainda mais perspectivas no cenário da música baiana. “Quero poder levar o axé da beira do rio para encontrar o axé da beira do mar”, afirma a cantora, fazendo uma alusão à música baiana dos interiores e capital. Ela também acredita que esse trabalho reafirma a qualidade da produção musical feminina do interior do estado.

O clipe foi gravado em uma chácara privada às margens do rio São Francisco em Petrolina e traz cenas românticas da cantora com o ator Romenig Souza, com direito a piquenique. “Cavalo de Tróia”, além de trazer uma mensagem de cura diante de uma decepção afetiva, também quebra um jejum na carreira da compositora, que estava há 3 anos sem lançar canções românticas. “Voltar a falar de amor nas minhas músicas é como retomar o fôlego, por isso esse projeto está sendo tão especial”, afirma.

Mas… Por que “Cavalo de Tróia”?

A escolha do nome da faixa tem uma razão bem específica. A compositora, que cita mitologia grega na canção, faz uma analogia à invasão de espaço nos relacionamentos. “Tróia foi invadida pelos gregos de uma forma bem inusitada e por um motivo fútil. Um cavalo gigante de madeira?! Jamais devemos fazer algo assim com um território emocional”, explica. Para ela, o conselho que fica é: “se um coração não quer ser conquistado, é melhor deixar pra lá o quanto antes”.

Desafios

Mirielle contou com o apoio de amigos(as), familiares e empresas de Senhor do Bonfim, Juazeiro e Petrolina para financiar o projeto. Em julho, a canção foi gravada no estúdio Casinha Lab. Logo depois, ela partiu para a captação de recursos e organização de toda a produção executiva. “Foi desafiador demais. Em alguns momentos pensei que não iria conseguir dar conta sozinha, mas tudo ocorreu incrivelmente bem!”, relata.

Plataformas digitais e YouTube

Assista “Cavalo de Tróia”, novo clipe de Mirielle Cajuhy

Você pode ouvir Cavalo de Tróia em todos os streamings de música e assistir ao clipe no YouTube, bem como conhecer toda a equipe por trás do projeto.

Veja também