Jovem e filho de três anos são achados mortos no interior da Bahia

FONTE: Por G1 BA

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
Leandra Firmino de Lima foi encontrada morta na casa em que morava, em Conceição do Jacuípe. Já o filho dela, foi achado morto em uma cisterna da região
Jovem de 18 anos e filho de três são encontrados mortos no interior da BA — Foto: Reprodução/TV Subaé

Uma jovem de 18 anos, identificada como Leandra Firmino de Lima, e o filho dela de três anos foram encontrados mortos em Conceição do Jacuípe, cidade do interior da Bahia.

De acordo Erivaldo Moura, pai de Leandra, ela foi achada morta dentro de casa, na quinta-feira (18), no Loteamento Pedro de Silva de Castro. O neto, no entanto, ficou desaparecido por quase dois dias. A criança só foi achada no sábado (20), morta em uma cisterna.

“Eu cheguei na quinta-feira, encontrei minha filha morta dentro de casa. Procurei por meu neto e não encontrei. Na sexta-feira, enterrei minha filha. No sábado, encontrei meu neto e enterrei no domingo. Por enquanto, até agora nenhum suspeita e está sob investigação do perito”, relata Erivaldo.

Ainda de acordo com o pai da vítima, a família pede por justiça e deseja que o crime seja solucionado. “A justiça tarda, mas não falha. Nada fica encoberto. Um dia vai ser descoberto quem fez e quem não fez”, disse.

Jovem de 18 anos e filho de três são encontrados mortos no interior da BA — Foto: Reprodução/TV Subaé

Uma das vizinhas de Leandra, a diarista Eliane Estrela, disse que ficou surpresa com o crime. “A gente ficou surpresa. Eu a vi no domingo e depois acontece isso. Movimento estranho a gente nunca viu aqui na rua, não. É um bairro tranquilo”, explicou.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil da região. De acordo com o delegado de Conceição do Jacuípe, João Matheus Menezes, a linha de investigação do crime está ligada à pessoas do convívio da vítima.

“A gente tem uma linha de investigação adiantada, que está relacionada à pessoas do convívio da própria vítima. Acreditamos que em pouco tempo a gente vai conseguir chegar à essa autoria”, explicou o delegado.

Veja também

Tudo vai passar

Todas as coisas, na Terra, passam. Os dias de dificuldades, passarão. Passarão também os dias de amargura e solidão. As dores e