Feira Livre de Senhor do Bonfim – Parte importante da economia local

Minha Cidade – Senhor do Bonfim

A Feira Livre de Senhor do Bonfim sempre representou uma parte importante da atividade comercial da cidade. Sua origem está ligada ao ciclo do gado. Há algum tempo, a feira está localizada nas Praças Dr. José Gonçalves, Augusto Sena Gomes e Castelo Branco, que são divididas pelo correio, expandindo-se até o mercado municipal e ruas transversais.

Foto: Repórter São José (1970)
Texto:
Andreia Cristina Barbosa (UFBA – 2013)
Vídeo: TV Caatinga

2 Comentários até o momento.

  1. Humberto Santiago disse:

    A feira de Senhor do Bonfim não é somente um local de comércio, ela possui uma vida social e espiritual muito grande.
    Na feira você encontra pessoas, rever amigos e parentes, troca experiências agropecuárias, serve de laser e de um belo papo numa bodega.
    A feira de Bonfim tem alma e espírito próprios, religiosos e não religiosos se aconselham, convergem e divergem sobre crenças e previsões.
    O groteiro e o catingueiro são indivíduos distintos e com valores distintos. Um vive num grande pomar e tem água suficiente para o plantio de hortas e um pouco de feijão, andu, fava e milho. O outro tem no seu rosto as marcas do sol e as rugas própria de quem franze o cenho e apela para o divino para que chova e ele possa plantar o feijão, o milho a maniva, o capim possa brotar e haja água para a sua sobrevivência e de seus animais.
    A feira de Senhor do Bonfim é um elemento cultural que une a todos num sopé de serra.