ESPORTES: Bahia empata com o Cerro em Montevidéu e vai às oitavas da Sul-Americana

Foto: Divulgação / EC Bahia

O Bahia está garantido nas oitavas de final da Copa Sul-Americana. Em Montevidéu, a equipe ficou no empate em 1 a 1 com o Atlético Cerro na noite desta quarta-feira (8), pela partida decisiva da segunda fase. Os tricolores saíram na frente com Zé Rafael, mas viram Paiva empatar na sequência. O placar agregado foi fechado em 3 a 1 para o Esquadrão.

Na próxima fase, o Esquadrão de Aço vai enfrentar Botafogo ou Nacional do Paraguai. A próxima partida da equipe será no sábado (11), contra o América-MG, pelo Campeonato Brasileiro.

O JOGO

Apesar de não criar grandes jogadas nos primeiros minutos, o Cerro deu sustos no Bahia. Aos sete minutos, Paiva cobrou escanteio e Torres cabeceou ao lado da meta. Com dez minutos, Ciganda derrubou Grolli e Anderson ao mesmo tempo, a bola sobrou com ele, que tocou para o gol. O lance, porém, foi anulado pela arbitragem.

A primeira chegada do Esquadrão de Aço veio aos 12 minutos. Em contragolpe puxado, Zé Rafael achou Edigar Junio com um bom passe na frente do gol. O atacante ficou na frente de Irrazábel, chutou rasteiro e o arqueiro ficou com a bola.

De fora da área, Zé Rafael faz o primeiro

O Esquadrão de Aço saiu na frente do placar. Em mais uma jogada rápida, Régis tocou para Zé Rafael, que bateu rasteiro de fora da área e contou com um desvio para balançar a rede.

Aos 29 minutos, o Atlético Cerro ficou muito próximo de igualar o placar. Após levantamento na área, a bola sobrou para Ciganda, que chutou e Tiago evitou o gol, afastando a bola da meta. Três minutos depois, Paiva cobrou falta ao gol e Anderson espalmou para escanteio. Após a cobrança, Zázpe cabeceou e a bola passou perto.

Perto do fim do primeiro tempo, aos 43, Edigar Junio recebeu na frente e dividiu com o zagueiro e com o goleiro do Cerro. A bola foi para fora, o camisa 11 ficou caído e acabou se estranhando com Irrazábal.

Segundo tempo

A segunda etapa começou repleta de jogadas faltosas. Em uma dessas, acabou sobrando para Nilton. O volante parou uma jogada do ataque do Cerro e a arbitragem aplicou o segundo cartão amarelo ao jogador, o que gerou a expulsão aos 14 minutos do segundo tempo.

Paiva empata o jogo

Logo após a expulsão, os uruguaios igualaram o placar. Aos 17, o Bahia errou na saída de bola e Felipe Klein deu passe em profundidade para Paiva, que driblou, chutou rasteiro e venceu o goleiro Anderson.

Aos 25, o Cerro quase virou o jogo. López recebeu na entrada da área, passou por Tiago e tocou por debaixo das pernas de Anderson, mas a bola tomou a direção da linha de fundo.

Tiago salva em cima da linha

Três minutos depois, mais um ataque perigoso da equipe uruguaia que só não se tornou um gol por causa do zagueiro Tiago. Ciganda invadiu a área, bateu colocado e o defensor usou a cabeça para evitar o encontro da bola com as redes.

O Cerro seguiu tentando diminuir a vantagem do Bahia. Aos 41, Paiva cobrou falta direta ao gol e passou muito perto da meta defendida por Anderson. No minuto 46,  Anderson fez grande defesa após uma bomba de Zázpe.

FICHA TÉCNICA
Atlético Cerro 1 x 1 Bahia
Copa Sul-Americana – Segunda fase (2º jogo)

Local: Luis Trócolli, em Montevidéu
Data: 08/08/2018
Horário: 21h45
Árbitro: Jose Argote (VEN)
Assistentes: Jorge Urrego e Lubin Torrealba (ambos da Venezuela)

Cartões amarelos: Zázpe (Cerro) / Nilton, Zé Rafael e Anderson (Bahia)

Cartão vermelho: Nilton (Bahia)

Gols: Zé Rafael (Bahia) / Paiva (Cerro)

Cerro: Irrazabal; Nuñez, Izquierdo, Torres e Zazpe; Paiva, Hernandez (Acunã) e Klein; López, Ciganda (Pinheiro) e González. Técnico: Fernando Correa.

Bahia: Anderson; Everson, Tiago, Douglas Grolli e Léo; Nilton e Gregore; Zé Rafael, Régis (Elton) e Élber (Flávio); Edigar Junio (Júnior Brumado). Técnico: Enderson Moreira.

*Bahia Notícias