Enem tem abstenção recorde de 71,3%, no segundo dia de prova digital

FONTE: Bahia Notícias

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
Foto: Reprodução/ Imirante

O segundo dia de provas digitais do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) teve abstenção recorde de 71,3%, segundo informou o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) na noite deste domingo (7). Ao todo, 26.709 alunos realizaram a avaliação e 66.370 inscritos não compareceram.

O número de abstenção deste domingo superou o do primeiro dia de aplicação de prova, quando 68,1% dos inscritos não compareceram para fazer a avaliação.

Alexandre Lopes, presidente do Inep, considerou o resultado do Enem Digital satisfatório, tendo em vista que é um projeto-piloto. “Como era nossa primeira aplicação, estamos satisfeitos com o resultado, porque conseguimos entregar o que propusemos, a participação no impresso, e digitação é opção do participante. A nossa parte é garantir que as pessoas que queiram fazer a prova façam a prova e, se tiver algum problema, é conseguir fazer a reaplicação”, disse.

Quem não compareceu precisa justificar a falta para pedir reaplicação, que será feita em 23 e 24 de fevereiro em versão impressa.

No Amazonas, as provas foram suspensas em razão do agravamento da crise sanitária no estado e as provas serão reaplicadas nas mesmas datas.

Esta é a primeira versão do exame aplicada de forma digital. Os alunos fizeram as provas em 104 cidades espalhadas pelo país. Foram disponibilizados 93 mil computadores.

A versão impressa, aplicada nos dias 17 e 24 de janeiro, também teve abstenção recorde: mais de metade dos cerca de 5 milhões de inscritos (55,3%) não compareceu ao exame.

Neste domingo (7) foram realizadas questões de matemática e ciências da natureza. Já na semana anterior, os estudantes fizeram provas de ciências humanas, linguagens e redação.

Embora as questões de múltipla escolha tenham sido feitas pelo computador, a redação teve de ser entregue no papel. O tema da redação da edição foi “O desafio de reduzir as desigualdades entre as regiões do Brasil”.

O Ministério da Educação quer que as provas do Enem sejam 100% digitais até 2026. Para isso, será feita uma transição gradual entre os exames impressos e o formato digital. Além disso, a pasta pretende realizar várias aplicações do exame ao longo de um só ano.

Veja também

beautiful beauty blue bright

Conquistas

Acredite em si mesmoViva os momentos como se fossem únicosSaboreie os segundos como se fosse perdê-losDesfrute o sol que brilha inigualável… Busque