Câmara Municipal aprova projeto que torna Bloco da Saudade patrimônio imaterial de Senhor do Bonfim

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram

ASCOM – Cleiton Vieira

A Câmara Municipal aprovou, por unanimidade, na noite da última quinta-feira (9), o projeto de lei que torna o Bloco da Saudade patrimônio imaterial cultural de Senhor do Bonfim. A matéria foi de autoria do Presidente da Casa, vereador Cleiton Vieira. O projeto segue para sanção pelo prefeito, Carlos Brasileiro.

Criado no ano de 1972, em Senhor do Bonfim, o Bloco da Saudade foi formado por um grupo de amigos que tinham o intuito de se divertirem no carnaval bonfinense, tendo suas primeiras reuniões na Praça Simões Filho, conhecida por Rua da Lagoa, onde se encontra a atual sede do bloco. Mais tarde o bloco começou a se apresentar no São João de Senhor do Bonfim e hoje é uma tradição no nos festejos juninos, onde no dia 24 de junho o sai pelas principais ruas da cidade com a Bandinha e CIA.

“A história de Senhor do Bonfim se confunde com a das várias manifestações culturais que aqui nasceram e nos representam”, destacou o autor do projeto vereador Cleiton Vieira. Ele comentou que esses grupos são de notória importância para a cultura bonfinense, por isso, devem ser declarados patrimônio cultural imaterial do município, já que arte é um direito fundamental e constitucional ao desenvolvimento e lazer de todos cidadãos.

O chefe do Legislativo também enalteceu o trabalho realizado pelo segmento cultural de Senhor do Bonfim, que apesar das dificuldades, se mantem para a alegria da população.

Veja também

A lição do mendigo

Um mendigo sentava-se na calçada, sempre num lugar onde passavam muitas pessoas. e ao lado, colocava uma placa com os dizeres: “Vejam