Acidente em rodovia no interior de São Paulo provoca 41 mortes, diz PM

FONTE: Por Matheus Arruda, Eduardo Ribeiro Jr. e Isabela Leite, G1 Itapetininga e Região e GloboNews

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
Batida entre ônibus e caminhão aconteceu na Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho, entre Taguaí e Taquarituba (SP). Feridos foram socorridos e levados a hospitais da região. Rodovia foi interditada
Colisão entre caminhão de esterco e ônibus de trabalhadores mata mais de 40 pessoas em Taguaí — Foto: Arquivo Pessoal

Um acidente entre um ônibus e um caminhão deixou 41 mortos na manhã desta quarta-feira (25) em Taguaí, na região de Avaré (SP), segundo a Polícia Militar de São Paulo. A colisão aconteceu no km 172 da Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho.

Segundo o porta-voz da PM, tenente Alexandre Guedes, este é o maior acidente do ano nas rodovias do estado de São Paulo.

Resumo:

  • Ônibus e caminhão colidiram em Taguaí (SP)
  • Acidente aconteceu por volta das 7h
  • Ônibus levava cerca de 50 trabalhadores de uma empresa têxtil
  • Colisão ocorreu no km 172 da Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho

O tenente diz ainda que o local é de difícil acesso e as informações ainda estão em atualização. O último balanço, de 12h, aponta 10 feridos atendidos em três hospitais da região: de Taguaí, Fartura e Taquarituba.

Ainda conforme a polícia, algumas pessoas ficaram presas às ferragens. Os corpos dos mortos estão sendo levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Avaré.

O acidente aconteceu em um trecho de curva da Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho, que é pista simples. A rodovia SP-249 não tem pedágios. Segundo a Polícia Militar Rodoviária de Itapeva, não são comuns acidentes no trecho da rodovia onde foi registrada a batida.

Ônibus com trabalhadores e caminhão bateram em Taguaí; 22 pessoas morreram — Foto: Arquivo pessoal

A causa do acidente é investigada. A suspeita da polícia é que uma ultrapassagem teria provocado a colisão. Após o acidente, o caminhão bitrem, que levava carga de esterco, invadiu uma propriedade rural. O motorista do caminhão é um dos sobreviventes. Ele foi levado ao pronto-socorro de Fartura.

O Governo de São Paulo informa que montou uma força-tarefa para identificar e liberar os corpos das vítimas (veja a nota abaixo). O Coordenador da Defesa Civil do Estado, Coronel Walter Nyakas Júnior, e os Secretários de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, e de Saúde, Jean Gorinchteyn, vão até o local para coordenar os resgates, visitar os hospitais onde estão as vítimas e agilizar a liberação dos corpos.

O Governo também convocou a população para doação de sangue no hemocentro de Botucatu para ajudar ao atendimento médico dos feridos.

Veja também